Me deitar sem ouvir ou ler suas palavras
É dar espaço para saudades nessa cama de pedra
Sem o sinal da sua presença os sonhos não acontecem
É uma noite comum de mero mortal
Quanto vale sua atenção?
Solidão e tédio são moedas de troca?
Tenho alguns beijos e abraços apertados para barganhar…
Senão for suficiente, me contendo em observar vitrines com manequins trajados de perfídias felicidades…

Mateus H.

Anúncios