Encontrei um novo lar

Morar mais próximo de tudo que quero conquistar

Sem grandes ambições…

Um beijo, sorriso, se intoxicar

Em cada cômodo características distintas

Deixar melodias que gosto correrem

No quintal criei um jardim

Cultivo de tudo um pouco

Dentre dor, amor, risos, lágrimas e rancor

Apesar de ser uma mansão por fora

Por dentro o mais humilde habitáculo

Preciso renovar os móveis principais como felicidade, esperança, tédio e solidão

Reinventar o interior talvez

Acredito que fiz uma bela aquisição

Um espaço enorme para guardar as caixas com meus sonhos

E ainda tem um sótão para pôr minha fé

Uma nova casa…

Porém o mesmo inquilino

Mateus H.

Anúncios