Os corvos caçoam

Secura sufocante

Sobre a mais odiosa insolação

Descalço estou

O fardo do honroso engodo pesa sobre o lombo

O corpo institivamente se arrasta

Vagando alheio 

Lugar que onde a noite não me alcança

Miragens …

Inocente? Nem tanto

Me lembro de amar

Condenado à pena perpétua de solidão 

No bolso da velha camisa

Uma fotografia, amarelada e rasgada…

De um momento longínquo de felicidade.

 

Mateus H.

Anúncios