O pó que sobe através da nota convoluta …

Tiro disparado contra a mente

Roleta Russa que falhou …

Por alguns instantes a criatura observa o “criador”

Sem alma, sem dor é anjo caído …

Euforia, ausência de medo, insônia e delírios

Fazem confundir fantasia e realidade

Uma rede, que prende o animal, que se debate por liberdade

A frequência e obsessão por mais aumenta

Dependência física, dependência química, dependência psíquica …

Dentro do cérebro e coração …

Cada dose se torna maior para encontrar “condenação ou salvação”

Será que é tão ruim assim ?

Dinheiro, status, nada importa …

Pois suas vidas estão expostas e vazias …

Prisioneiros ou não ?

Roleta Russa, revolver dispara

ACABOU !

Não resta mais nada …

Mateus H.

 

Anúncios